Proletários de todos os países: UNI-VOS! PCP - Reflexão e Prática

Organização, Edição Nº 319 - Jul/Ago 2012

Festa maior do que a última só a próxima!Festa maior do que a última só a próxima!

por Diana Couto

Confiantes no futuro, de novo os comunistas estão empenhados na construção daquela que é a maior festa popular realizada no nosso país.

Acontecimento único que se repete anualmente, um projecto concebido pelo Partido e construído pelo povo e para o povo, a Festa é o espelho da forma de estar dos comunistas na sociedade portuguesa.

A Festa é já no próximo mês de Setembro, nos dias 7, 8, 9. A EP já está à venda; as organizações do Partido levam a cabo as tarefas da sua implantação; as jornadas de trabalho já se iniciaram a ritmo acelerado.


Cabe-nos a todos, camaradas e amigos, fazer desta festa uma festa sempre renovada, de reencontros, de são convívio, de fraterna camaradagem, de alegria e da luta, uma festa sempre melhor do que a última.

A Festa do Avante é um dos melhores exemplos da forma como os comunistas portugueses estão na vida e na política, reflectindo os valores de democracia, o progresso social, a camaradagem, a fraternidade, a amizade e a capacidade de organização do Partido.

Os três dias em que decorre a Festa são mais do que uma comemoração da vitalidade do Partido, são mais do que um marco num ano de intensas lutas. Estes três dias são uma expressão concretizada dos ideais comunistas, que muitos qualificam como utópicos e a que nós chamamos futuro.

Apesar de desprezada pela comunicação social e desvalorizada pelos nossos inimigos de classe, a Festa do Avante é um acontecimento único e incomparável no panorama político e cultural português pela forma como se prepara e se organiza. Uma Festa que só este grande colectivo partidário é capaz de pôr em prática, com o empenho da militância, a convicção e a força revolucionária dos camaradas e amigos que, paralelamente às tarefas políticas da sua organização, às suas profissões e vidas pessoais, concentram esforços para erguer aquela que é a maior iniciativa política, cultural, musical e de desporto de massas do nosso país.

A Festa propriamente dita decorre apenas durante três dias mas, de facto, em rigor, podemos afirmar que a preparação da Festa começa no dia seguinte à edição anterior. A planificação das tarefas, a elaboração dos projectos, a discussão das soluções de decoração e de exposição política, passando pela organização de excursões e pela implantação, entre muitas outras, decorrem ao longo de todo o ano, envolvendo vários colectivos ao nível das organizações e da Direcção Regional.

A participação da Organização Regional do Porto na Festa do Avante tem-se caracterizado por levar aos visitantes as lutas e a intervenção do Partido no distrito, a gastronomia, o artesanato e outras expressões das gentes da região.

A Organização Regional tem respondido de forma positiva aos desafios impostos pelas crescentes exigências que a implantação e o funcionamento do Festa implicam, revelando capacidade de adaptação a obrigações tecnicamente complexas.

Por outro lado, importa valorizar a significativa participação de camaradas e amigos nas diferentes tarefas relacionadas com a preparação, o funcionamento e a desimplantação da Festa. Nas últimas edições, em cada uma delas, mais de 400 pessoas colaboraram no espaço regional do Porto durante os dias da Festa e cerca de 150 participaram em tarefas de implantação e de desimplantação.

Muito tem sido feito, mas muito há ainda por fazer. Há possibilidades de mobilização ainda por explorar, nomeadamente naquilo que se relaciona com a venda antecipada da EP – Entrada Permanente e na organização de excursões. Há possibilidades para envolver mais camaradas e amigos em tarefas relacionadas com a Festa, nomeadamente no que se refere ao funcionamento dos stands. Há possibilidades para continuarmos a aperfeiçoar a presença gastronómica e artesanal da Organização Regional do Porto. Há possibilidades para gerar mais receitas com menos despesas.

A Festa do Avante é um verdadeiro antídoto contra os preconceitos anticomunistas. A Festa é uma expressão dos ideais mais avançados e do pulsar do povo português.

Todos os anos, em cada uma das edições da Festa, há muitos jovens e amigos do Partido que tomam a decisão de se aproximar da nossa organização.

Concluo a intervenção com um forte apelo ao envolvimento dos militantes do Partido na preparação da próxima edição da Festa, que irá ter lugar nos dias 7, 8 e 9 de Setembro.

Citando uma frase frequentemente usada nos comícios da própria Festa, asseguro que Festa maior do que a última só a próxima!

Viva a Festa do Avante!

Viva o Partido Comunista Português!

Intervenção na X Assembleia de Organização Regional do Porto, 21 de Abril de 2012