Proletários de todos os países: UNI-VOS! PCP - Reflexão e Prática

Edição Nº 320 - Set/Out 2012

Rúbrica: Juventude

Os conteúdos escolares e a ideologia dominante

por Cátia Lapeiro

É uma opinião largamente difundida pelo sistema capitalista que a educação seja algo de apolítico, ou, como se costuma frequentemente dizer, seja «neutra». Esta afirmação reflecte uma concepção de educação que prescinde dos elementos sociológicos que a condicionam, e cria o conceito de «educação pela educação», naquilo que é um espaço social. Ao contrário, se considerarmos a educação como determinada pela forma social dentro da qual se constituem as suas finalidades, e na qual deve ser realizada, este conceito acha-se imediatamente envolvido nos contrastes reais da sociedade, ou seja, inserido no contexto da luta de classes. A educação preenche um lugar insubstituível nas sociedades humanas, na construção da sua história e na estruturação das relações entre os homens. Por isso, a educação de massas é um dos mais potentes instrumentos de controlo das mesmas, como também pode ser um poderoso instrumento para a sua libertação. A edificação da consciência humana está profundamente interligada com a educação e a forma como se aprende e com o que se aprende. Assim, dominar sistemas educativos no quadro actual do sistema capitalista é um enorme passo para a consolidação do seu poder. As teses marxistas fundamentais que dizem respeito à educação baseiam-se no seu carácter de classe, ou seja, na ideia de que a educação é um instrumento da classe dominante ao serviço dos seus interesses de classe.

Com a força da luta construímos a escola de Abril!

por Cristina Cardoso

A educação e a democracia são dois pilares fundamentais de uma sociedade progressista e um sem o outro corrompe qualquer projecto do presente e de futuro para uma sociedade livre e de progresso. O capital serve-se da educação como uma grande ferramenta de perpetuação do sistema e em tempos de crise reinventam-se e surgem, no nosso país, cada vez mais medidas para aprofundar o carácter antidemocrático do sistema de educação.